Blogue para recordar desenhos animados. Presta-se a trocas restauradas.
Domingo, 29 de Maio de 2011
Conan - o rapaz do Futuro

escutar abertura (salta de site)


 

 

Quem não se lembra?

 

Estes desenhos animados nipónicos passaram em Portugal (1983) na sua versão original e legendados em Português.

O encanto de Conan, passados todos estes anos, está na personalidade da personagem, no seu amor incondicional pelas pessoas, pelo certo, por Lana...

 

Foi uma série muito emotiva, acompanhada de uma excelente banda sonora, que ainda hoje mexe com as emoções para as quais foi concebida. A tristeza, o sofrimento, a alegria, a euforia, o perigo, a aventura... 

 

Conan é um rapaz com forças sobrehumanas, capaz de se equilibrar na parede de um edifício segurando-se apenas pelo dedo do pé :).

 

 

A história começa no genérico, quando nos é explicado que a crosta da terra foi destruída por armas de cientistas, os cinco continentes afundaram num tsunami e a Terra foi desviada do seu eixo. É o fim da Humanidade! Só nestes poucos minutos e com esta descrição catastrófica dos acontecimentos, Conan-o rapaz do futuro já começa a cativar a atenção. 

 

 Todos tentam fugir e dirigem-se para o espaço, em foguetões espaciais, mas morrem. Um dos foguetes é atingido por meteoritos e despenha-se numa pequena ilha que escapou à devastação: A Ilha Remnant.

 

Com os anos, todos morrem e Conan, um rapaz de 11 anos nascido e criado na ilha, o primeiro e único  bebé pós-apocalipse, vive sozinho com aquele a quem chama de "avô", o último sobrevivente da anterior geração. Ambos julgam estar sozinhos no que resta do mundo... os últimos humanos à face da terra!

 

Mas eis que, um dia, ao regressar da pesca desportiva onde caçou um tubarão, Conan, que é um rapaz muito especial, encontra uma mancha vermelha caída na areia da praia. É uma menina! Está desacordada e, também ela, é especial.

 

Conan vê, pela primeira vez, um ser humano sem ser o seu avô!

O nome da menina é Lana e tem o dom de falar com os pássaros. Entre ela e Conan nasce uma ligação indestrutível, na qual as palavras são dispensáveis para haver comunicação. Mas Lana é uma alma atormentada e perseguida...

 

E tudo começa assim...

 

(Música: Shinichiro Ikebe)

 



publicado por Tv Tuga às 02:43
link do post | Esboçar opinião | favorito

1 comentário:
De Luis Peres a 6 de Junho de 2011 às 23:38
Adorei o texto e o blog. ;)
Ja esta anotado.


Comentar post

mais sobre mim
NOVO BLOGUE!
O "bdporbd" tem o prazer de comunicar o nascimento de um novo blogue: http://seriesdetelevisao.blogs.sapo.pt/Espreite! Comente! É bem vindo!
Alegria!


posts recentes

O outro lado de Conan

O meu rabinho na Comercia...

Conan - o rapaz do Futuro

O "meu rabinho" na RFM?

Nós e os desenhos...

Riscos e Rabiscos...

Lembranças... como funcio...

Desafio: os 7 pecados

Bel e Sebastião (e os cãe...

Ana dos cabelos RUIVOS

arquivos

Junho 2011

Maio 2011

Março 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Maio 2008

Fevereiro 2008

pesquisar
 
links
TROCA & VENDA
1) Ana dos Cabelos Ruívos - restaurada a luminosidade e cor 2) Willy Fog e a volta ao Mundo -restaurado- 1ª dobragem 3) Bana & Flapi - terceira versão 4) Bel e Sebastião - alguns episódios 5) As cidades de Ouro Contacto: fadebd@sapo.pt
Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Música
Boomp3.com
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds